skip to Main Content

Maringá é 11ª cidade em geração de empregos no país

Maringá criou 1.205 vagas de trabalho em fevereiro, após 7.374 admissões e 6.169 demissões. Os dados são do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), divulgados nesta segunda-feira (25).

Análise feita pelo Conselho de Desenvolvimento Econômico de Maringá (Codem) mostra que em janeiro e fevereiro, a cidade acumula saldo positivo de 2.444 postos de trabalho, o que a coloca como a 11ª cidade com melhor resultado do país e a primeira do interior no Paraná – ficou atrás apenas da capital, Curitiba. No mesmo período de 2018, Maringá havia gerado 1.169 empregos a menos.

Yasmine Candida da Mata Mendonça é economista do Codem e explica que o desempenho positivo da indústria tem contribuído para bom posicionamento de Maringá no ranking. Nos dois primeiros meses de 2019, a indústria de transformação criou 583 vagas, atrás apenas do setor de serviços, que teve saldo de 930 postos de trabalho.

“Com base nos números do Caged, percebemos que a indústria foi uma indutora do crescimento econômico em janeiro e fevereiro deste ano, visto que foi o setor que mais contratou, depois do setor de serviços, que já é uma vocação econômica do município. Esse dado é importante para validar a hipótese de recuperação do dinamismo econômico”, analisa Yasmine.

Também em janeiro e fevereiro, tiveram bom desempenho outros dois setores em Maringá: construção civil (510 vagas) e comércio (405).

No ranking nacional, a geração de vagas é liderada por São Paulo-SP (23.991 vagas). Na sequência aparecem Vacaria-RS (8.076), Curitiba-PR (7.538), Belo Horizonte-MG (7.052) e Brasília-DF (4.673).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Back To Top