skip to Main Content

CIDADES INTELIGENTES 

Maringá é a 17ª cidade mais inteligente do Brasil

A Revista Exame.com divulgou este mês de junho o novo ranking 2016 Connected Smart Cities, da consultoria Urban Systems, que listou As 100 cidades mais inteligentes e agradáveis de viver do Brasil. Em relação a 2015, as melhores cidades brasileiras avançaram na pontuação, porém, ficaram ainda mais competitivas, alternando posições no ranking entre 2015 e 2016. Com 29, 92 pontos, 5 pontos a mais do que em 2015 e 6 pontos abaixo da 1ª colocação 2016, Maringá classificou-se como a 17ª cidade mais inteligente do país de 2016, mantendo-se apenas uma posição abaixo de 2015, quando foi classificada a 16ª cidade mais inteligente do país.

São Paulo, que ocupava a 2ª posição em 2015, passou para a 1ª posição, seguida do Rio de Janeiro, que ocupava a 1ª em 2015. Curitiba subiu da 5ª para a 3ª posição entre 2015 e 2016.

Maringá

No ranking geral 2016 Connected Smart Cities, Maringá ficou em 17º lugar. No eixo urbanismo, apesar de Maringá ter ficado na 2ª posição, enquanto ocupou a 1ª posição em 2015, a cidade se mantém com a melhor classificação entre as cidades com população entre 100 mil e 500 mil habitantes.
No eixo Educação, Maringá subiu duas posições, ficando na 28ª posição no ranking geral.
No eixo Mobilidade e Acessibilidade, Maringá subiu da 36ª posição em 2015, para a 25ª posição em 2016.
Maringá também avançou em eixos não pontuados entre os 50 melhores de 2015. No eixo Empreendedorismo, alcançou a 15ª posição, e no eixo Tecnologia e Inovação, alcançou a 19ª posição.

Paraná

Maringá, a 17ª no ranking geral, é também a 2ª melhor do Paraná, atrás apenas de Curitiba (3ª no ranking geral). Em seguida, pontuaram Foz do Iguaçu (42ª posição do ranking geral), Londrina (45ª), Cascavel (51ª), Umuarama (55ª), Toledo (67ª), São José dos Pinhais (68ª), Pato Branco (80ª), Francisco Beltrão (86ª), e Cianorte (95ª).

Região Sul

Maringá é a 4ª melhor da Região Sul, mas é a 1ª da Região Sul descontando as capitais Curitiba (3ª), Florianópolis (7ª), e Porto Alegre (11ª).

Cidades não capitais

No ranking geral entre as cidades que não são capitais, Maringá fica na 6ª posição. Barueri foi a primeira classificada entre as não capitais e ainda a cidade que mais avançou no ranking geral. De 20ª em 2015, passou para a 8ª. Campinas ficou em segundo lugar entre as não capitais, e saltou de 21ª em 2015 para 10ª. Em seguida vêm Santos (12ª), São Caetano do Sul (13ª), e Niterói (16ª).

Considerações

A ordem de classificação reflete o grau, e não necessariamente o volume, de investimentos dos municípios em diversas políticas como mobilidade urbana, saúde, inovação, educação e qualidade de vida. O desempenho em cada tópico recebeu uma pontuação proporcional. As cidades contempladas na lista da Urban Systems se destacam exatamente por oferecer soluções que as tornam melhores para viver. Mas apesar da boa classificação em nível nacional, o estudo da Urban Systems alerta que dos 73 indicadores analisados divididos em 11 eixos, os municípios brasileiros alcançaram apenas metade dos pontos possíveis, o que aponta um longo caminho a percorrer para que o Brasil chegue ao mesmo nível das melhores cidades do mundo.

Fonte: http://exame.abril.com.br/brasil/noticias/as-50-cidades-mais-inteligentes-do-brasil-em-2016#1

Fonte: Revista Exame

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Back To Top