skip to Main Content

Comitivas

Bom exemplo de Maringá motiva visita do Comunitas

No mês passado executivos e empresários que integram a organização que contribui para estimular a participação da iniciativa privada no desenvolvimento do país vieram ver como é feita a interação entre sociedade organizada e iniciativa pública

Um grupo formado por empresários e executivos que integram o Comunitas estiveram em Maringá em 8 de maio para conhecer o formato de interação entre sociedade civil organizada e a prefeitura. Entre os integrantes da comitiva estiveram Regina Célia Esteves de Siqueira, presidente do Comunitas, José Roberto Marinho, que é vice-presidente do Grupo Globo e voluntário da entidade, e Cloves Carvalho, que é diretor do Instituto Votoratim e voluntário.
O Comunitas é uma organização da sociedade civil criada em 2000 para estimular a participação da iniciativa privada no desenvolvimento do país, com os objetivos de reduzir desigualdades sociais e promover o desenvolvimento sustentável.

Entre as iniciativas do Comunitas está o projeto Juntos pelo Desenvolvimento Sustentável, voltado para o aprimoramento da gestão pública municipal. Segundo Marinho, trata-se de um projeto inspirado na Fundação Brava, de Beto Sicupira, e em um projeto de Jorge Gerdau, ambos voltados para a melhoria da gestão pública. “Sérgio Cabral Filho, do Rio de Janeiro, e Paulo Hartung (PMDB), do Espírito Santo, foram reeleitos com mais de 70% dos votos, o que mostra que ter um bom equilíbrio de caixa dá capacidade de investimentos e uma boa gestão rende votos”, ressaltou Marinho. Ele explicou ainda que o Comunitas quer construir um novo modelo de governança, com melhoria da qualidade de vida para a população. “É uma nova maneira de fazer política no Brasil”.

Em nome da ACIM, Marco Tadeu Barbosa, destacou que Maringá já foi a cidade que mais teve empresas signatárias do Pacto Global no Brasil. “A sociedade local tem procurado fazer diferente e tem uma grande capacidade de mobilização”, afirmou.

Foi justamente a interação entre poder público e sociedade que motivou a vinda do grupo. Durante a visita, eles conheceram o funcionamento do Observatório Social de Maringá e do Conselho de Desenvolvimento Econômico de Maringá (Codem). Em nome do poder público, o prefeito Roberto Pupin apresentou indicadores da cidade.
O ex-prefeito Silvio Barros, hoje secretário de Planejamento do Paraná, ressaltou que o trabalho do Comunitas só “acontece se o prefeito concordar” e destacou a importância do planejamento de longo prazo de uma cidade. “O prefeito é um executivo contratado pelo voto. Nós como sociedade é que sabemos para onde queremos ir. Em Maringá é preciso disposição do poder público em dividir o poder ”.

Na apresentação do Codem, o ex-presidente da ACIM Jefferson Nogaroli falou sobre a criação da Maringá, planejada ainda na fundação, sobre a criação e funcionamento do Codem, e do planejamento para os próximos anos, com a contratação de uma consultoria de renome internacional para desenvolver o planejamento socioeconômico da cidade.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Back To Top