skip to Main Content

CIDADES SUSTENTÁVEIS

Adesão do Programa Cidades Sustentáveis atrai autoridades locais, estaduais e nacionais em Maringá

O lançamento do Programa Cidades Sustentáveis reuniu autoridades de diversos segmentos e de renome nacional que trouxeram experiências na área de sustentabilidade e citaram Maringá como exemplo de cidade que pensa e age para o desenvolvimento sustentável, priorizando a qualidade de vida dos seus habitantes.
Promovido pela Frente Nacional dos Prefeitos e Prefeitura, o evento realizado na Associação Comercial e Empresarial de Maringá – Acim abordou temas sobre sustentabilidade e meio ambiente através de palestras e debates, com o objetivo de sensibilizar, mobilizar e oferecer ferramentas para que as cidades brasileiras se desenvolvam de forma econômica, social e ambientalmente sustentável.
O prefeito licenciado Silvio Barros, um dos idealizadores do programa, acredita que trazer a discussão do tema e de ações que favoreçam o meio ambiente é a forma de sensibilizar a comunidade para ações conjuntas. “O Programa Cidades Sustentáveis está percorrendo agora os municípios, abrindo a discussão e apresentando ações simples que juntas podem contribuir para a qualidade de vida do cidadão e do planeta. Estou agradecido pela presença das autoridades e do público presente”, disse Silvio.
Para o representante da Frente Nacional dos Prefeitos, Cesar Medeiros, debates, palestras e encontros como esses aprofundam a perspectiva do desenvolvimento sustentável do planeta. “E principalmente a qualidade de vida do cidadão, com ações que contribuam para isso, como é o caso de Maringá que nos deixou uma impressão excelente e representa a cidade que queremos para outros municípios e para o país. Certamente levaremos experiências daqui para outras cidades”, elogiou, agradencendo a comunidade maringaense por “ter liberado o prefeito licenciado Silvio Barros para a participação da Rio + 20. Agradeço em nome da FNP”.
O Programa Cidades Sustentáveis (PCS) é uma iniciativa da Rede Nossa São Paulo, Instituto Ethos de Empresas e Responsabilidade Social e a Rede Brasileira por Cidades Justas e Sustentáveis. É apartidário e conta com uma campanha para sensibilizar os eleitores a escolherem a sustentabilidade como critério de voto e os candidatos a adotarem a agenda da sustentabilidade.
Durante o evento os candidatos às eleições municipais assinaram a Carta Compromisso proposta pelo PCS, além de dezenas de organizações da sociedade civil, empresas e órgãos públicos que firmaram parceria com esta ambiciosa e tão necessária causa.
A Plataforma Cidades Sustentáveis, ferramenta do programa, é uma agenda para a sustentabilidade das cidades que aborda as diferentes áreas da gestão pública, e incorpora de maneira integrada as dimensões social, ambiental, econômica, política e cultural. A ferramenta trata de diferentes áreas da gestão pública em 12 eixos temáticos: governança, bens naturais comuns, equidade, justiça social e cultura de paz, gestão local para a sustentabilidade, planejamento e desenho urbano, cultura para a sustentabilidade, educação para a sustentabilidade e qualidade de vida, economia local, dinâmica e sustentável, consumo responsável e opções de estilo de vida, melhor mobilidade, menos tráfego, ação local para a saúde e do local para o global.
Em sua palestra o coordenador do Programa Cidades Sustentáveis, Mauricio Broinizi, explicou o objetivo do programa, que conta com participação de entidades governamentais e de cidadãos. “O Programa Cidades Sustentáveis tem como objetivo oferecer meios para que as cidades brasileiras se desenvolvam de forma ambientalmente sustentável. Baseado em 12 plataformas fundamentais e com a participação da comunidade, o programa aborda diferentes áreas da gestão pública visando um desenvolvimento sustentável dos municípios.”

União da sociedade

O coordenador geral da Rede Nossa São Paulo e presidente emérito do Instituto Ethos, Oded Grajew, afirmou que o desenvolvimento sustentável e a sustentabilidade das cidades depende do envolvimento da comunidade. “Promover ações que contribuam para melhoria da qualidade de vida de todos nós é um compromisso ético de qualquer um que se preocupa com  seus semelhantes e com as futuras gerações.  Precisamos agir agora para evitar os processos de mudanças climáticas que podem se tornar irreversíveis. Sustentabilidade significa o desenvolvimento da sociedade em busca de qualidade de vida cada dia melhor”.
Oded Grajew comentou que a atualmente vivemos uma cultura de competição e individualidade. “O que somente acelera o processo de degradação. Hoje vivemos a lei da selva e não a da civilização, que depende apenas do esforço e da união de cada ser humano. Quando vivemos em comunidade, em grupos, percebemos que os problemas são comuns e que temos que cuidar do planeta e preservar o meio ambiente, através de iniciativas localizadas e criando uma nova cultura”, disse o coordenador geral, elogiando a iniciativa de Maringá. “Aqui essa mudança já começou”.

Fonte: Assessoria PMM

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Back To Top